Pré-conceito ou preconceito

Somos constantemente julgados, até por quem está ao nosso lado. E não sei porquê ainda me surpreendo, chegando a ficar sem palavras, quando pré-conceitos me intitulam de preconceituosa.

Se eu tenho amigos ricos, com boas condições materiais, não posso relacionar com pessoas que não tem dinheiro? Eu sou, por acaso, melhor do que elas? Se são pessoas honestas, trabalhadoras, o fato de elas não terem posses se deve única e exclusivamente a não serem valorizadas no emprego, a não receber o que mereciam ou até mesmo em viver numa cidade que o custo de vida é tão alto que a gente já tem que se virar no segundo dia do mês. 

Não é porque são pobres que não tem educação, não tem um bom coração. E por que mesmo eu não posso relacionar com elas? Eu não sou digna de entrar nas suas casas? Agora estou podendo escolher minhas amizades?

Se eu tenho amigos com posses (ou com pais que batalharam muito para chegar onde estão), não vou querer mais enxergar nada a minha frente? Vou preferir gastar 100 reais só em táxi para poder me juntar a eles em um PUB como se eu fosse uma teenager que não pensa nas consequências e não tem marido em casa?

É sério que é isso que pensam de mim? Escolhendo, por mim, as minhas amizades estão me protegendo de um mundo de simplicidade, de um universo sem luxo?

Sempre achei muito mais fácil me relacionar com quem está ao seu lado pelo o que você é, que não espera e nem quer nada em troca, a não ser seu ombro amigo para ouvir e escutar quando preciso. Pobre ou rico, tanto faz. Até porque eu conto moedas diariamente para garantir o café da manhã, não participo de nenhuma reunião com os colegas de trabalho, não faço parte da vaquinha dos presentes, eu mesma dou um jeito de me excluir pois sei bem o valor do dinheiro (que eu não tenho).

Acabo não participando. Não faço parte da turma dos mais humildes, não faço parte da turma dos playboyzinhos, porque ninguém banca meus ideias de vida.

Eu acredito que a gente precisa antes conhecer o outro antes de sair julgando. Que dinheiro é moeda de troca, não de valor. Que eu preciso experimentar para só depois dizer se gosto ou não, se é isto que escolhi para mim, se mereço ou não a amizade deles. Porque eu não sou ninguém, dentro de casa, olhando as horas passarem, trancada com os personagens do meu livro. 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s