Cantar, comer, criar e casar.

Só hoje me dei conta de que na minha vida 4 coisas me deixam realizadas. 4 C’s me fazem uma pessoa plena, confiante e quase normal.

Devo ter cantado antes mesmo de aprender a falar. Minha família se reunia na sala de tv para tocar violão (bem mal, temos que ser francos) e ouvir eu e meus irmãos cantarem desde trilhas de desenhos da Disney até músicas clássicas como Ave Maria e pop como os hits da Cristina Aguilera. Participei de um monte de seleções para reality shows musicais, e cada vez, fui ficando com mais vergonha, mais travada. Não fui selecionada por falta de experiência e pela escolha errada da música (eles sempre preferem algo novo, dançante, gritante), mas as minhas origens estão na MPB, bossa nova, samba, não consigo evitar. Largaria tudo para um dia subir em um palco, mas já me contento em gravar um jingle para algum comercial ou coisa assim. Parece que devo isso ao meu pai.

Comer é meu drama e também meu maior prazer. Tenho um paladar infantil. Ainda não aprendi a ter uma alimentação equilibrada, apesar dos esforços constantes do meu chef de cozinha particular. Várias vezes eu menti para mim mesma dizendo que prefiro dormir do que comer. É um páreo duro, porque dormiria 12 horas por dia se pudesse, mas comer alimenta a alma, faz a gente descobrir novos sabores, e eu comeria 24 horas, se também pudesse (leia-se: não engordasse 4 quilos por semana até explodir).

Criar é meu trabalho, mas também é meu hobby. Passo o dia tendo ideias novas ou planejando soluções para as velhas. Criar é quebrar a rotina, não ter medo de misturar cores, poses, inventar moda, fazer poesias. Criar é movimento, energia, luz. Um tanto subjetivo, mas ao mesmo tempo tão simples, tão próprio. Todo mundo tem que ser um tanto criativo para viver, deixar de sobreviver.

Casar foi a melhor decisão da minha vida. É deixar ser cuidada, aquietar o coração. Chegar em casa e saber que tem alguém te esperando. E o melhor, saber que ele está ali porque quer, porque gosta da sua companhia. Casar é compartilhar. Contar como foi o dia. Muitas vezes não precisar dizer nada para ser compreendida. É se apaixonar todos os dias pela mesma pessoa e nunca, nunca deixar de admirá-la pelo o que ela é.

Tá, tem outro C muito especial na minha vida. Meu anjo da guarda, meu tudo. Quem me dá voz para cantar, sabor para comer, inspiração para criar, amor para casar. Cáritas, mamy linda, cê mora no coração.

10622887_10202552174138084_6960771253627821531_n

Advertisements

One thought on “Cantar, comer, criar e casar.

  1. Oieee…saudade docê, meu doce… Gosto também um bocado dessas mesmas coisas, comer então, kkkkkkk….Estou aqui pensando nas quatro coisas que amo…mas as letras não se repetem…então um beijão da Cibele com C, não com S…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s