Look para festas de fim de ano

Minha miga Leca já está preocupada com as festas de final de ano. Mas também se as lojas americanas já estão vendendo os enfeites de Natal tem um certo cabimento começarmos a pensar que look vamos usar para fazer bonito desde a reunião da empresa, ao amigo secreto, o natal em família e o ano novo entre amigos.

Para festa da firma (que já está aí) eu estava mesmo interessada era em perder os 7 quilos que engordei este ano para caber no vestido que a Amanda usou como madrinha do meu casamento. Ele é longo, imponente, de um tecido mais incorpado, porém de uma única cor, sem muito brilho ou muito decote. Como ainda não recebi o convite com o dress code apropriado tinha na manga outra opção. Um pretinho básico um pouco mais curto para ser usado com meia calça preta. A questão é que nenhum dos dois vão servir e estão acostumados a me ver de vestido na altura do joelho, então nada, mas nada mesmo, poderá causar algum impacto. (A não ser que eu suba no palco e arranque o microfone da mão do cantor para dar uma palinha, rsrs).

Mas voltando a Leca, a Amanda, a Taís, a Carol, a Rafa e a todas minhas friendas, neste post darei dicas do que rolou na SPFW e o que vocês podem apropriar ao seu jeitinho encantador sem deixar de lado a expressão da sua própria personalidade.

O marrom será muito usado. Substitua o vestido preto por todos tons de marrom.

O branco vem reinando no look monocromático. Isso mesmo, não precisa ser a virada do ano, use e abuse do branco dos pés a cabeça. Principalmente nos pés, com os scarpins branco. Sabe o que fica lindo? Um macacão mais soltinho, com um tecido fluido e costas de fora na mesma cor.

No quesito cores, lembre-se que estamos na primavera, que o papai noel enlouquece com o vermelhão, então pode sim usar vermelho ou laranja. E caso, seja adepta a discrição: o azul royal ou o verde esmeralda.

O dourado também é super permitido, combinado a peças com cortes retos, mais minimalistas, e a cores mais rosês.

estampa da vez é a da girafa. Super fashion.

Se optar por saias ou vestidos (meus preferidos), aposte nas fendas. Elas podem ser mais ou menos profundas (depende muito da ocasião, all right?) Mas se for mostrar as pernas, evite o decote. Seria bom até combinar com uma gola rolê que voltou com tudo.

Bom, quem sou eu para dar dicas. Confie no seu bom gosto, penteie o cabelo de um jeito que não está acostumada, faça um babyliss nas pontas ou uma trança espinha de peixe meio descabelada para a lateral.

A make é mais leve, com pontos iluminados, mas menos cor.

Tomei liberdade para pegar algumas imagens do blog Garotas Estupidas para ilustrar para vocês.

1-marrom-tendencias-spfw 2-gola-role-tendencias-spfw 3-dourado-tendencias-spfw 4-print70-tendencias-spfw 5-saia-tendencias-spfw

Advertisements

Último dia de batalhas – The Voice Brasil

Até agora foram 15 batalhas e hoje, The Voice Brasil apresenta as 7 últimas.

É uma pena que desta vez não tem PEGUEI. Quem for eliminado vai embora pra casa.

HOJE, consegui um tempinho para testar meu arrepiômetro e escutei (novamente) as duplas que já concorreram.

Disparado o time do Lulu tem meu voto.

AMEEEEEEI

Edu Camargo e Rose Oliver.

Dudu Fileti e Isadora Morais.

Priscila Brenner e Nonô Lellis.

Deena Love e Lui Medeiros.

E se tivesse que escolher entre esses 8 o vencedor, ficaria com Nonô para representar as mulheres e Lui para representar os homens. A Isadora é um anjo, não entra em nenhuma qualificação.

Estou ansiosíssima pelo o que ainda verei hoje, mas amanhã não tem mais desculpa.

Chegou a hora de escolher para quem você vai torcer e fazer as apostas aqui no blog.

Quem ganha esta terceira edição?

obs: Ontem assisti e fiquei enlouquecida com mais 3 apresentações.

Edmon e Gabriel.

Millane e Karina.

Leandro Buenno e Vinicius Zanin.

Aumentando mais dois na minha torcida: Gabriel e Millane.

Agora sim, tenho meu top 5.

Segue o look primaveril de Claudinha.

1415927306

Dress code

Existe um dress code apropriado para cada ocasião? É claro sim.

Quem é minimamente informado, e não precisa necessariamente ser ligado em moda, sabe que não cai bem usar vestido esvoaçante com decote e paêtes no trabalho. Mas hoje eu quis pagar para ver. Banquei a madrinha de casamento e vim com um vestido vermelhão para a agência, simplesmente porque eu estava cansada dos meus 6 vestidos pretos que intercalo dia sim, dia não e queria muitooooo colocar um pouco de cor no meu dia.

Errei a mão? Com certeza.

Quando cheguei às 9h da manhã as pessoas já começaram a me olhar se perguntando: ela veio de uma festa ou vai hoje a noite? Como todo mundo pensa mas nunca tem coragem de perguntar, eu poderia responder: trabalho até às 2h da manhã, não tenho tempo para ir a festas, jantares, formaturas, baladas, mal tenho tempo para comer. E como amo esta vida que escolhi pra mim e a cada dia me sinto mais realizada por poder ser produtiva e criativa tudo junto e misturado, eu quero usar meus vestidos de festa para trabalhar. Por que não?

Mas para não me estender, aos poucos corajosos que resolveram perguntar, eu apenas disse: – Não é Natal? e aos mais próximos: – Vermelho é minha cor favorita.

Para piorar eu não podia esperar mais nem um segundo para lavar o cabelo, e já foi-se o tempo em que em sã consciência eu ia para casamentos com cabelo molhado deixando secar naturalmente. Então pedi para Débora me salvar com uma trança raíz lindíssima, bem penteado de festa, e fiquei pronta. Para trabalhar.

Apesar do acanhamento inicial e do estranhamento geral estou curtindo ter metido a cabeça nesta super gafe. Foi bom para avaliar muita coisa. Principalmente que não adianta ler 10 revistas de moda por mês se você não tem grana para consumir moda, comprar roupas novas.

Em uma agência de publicidade, as pessoas são bem desencanadas, mas ao mesmo tempo cheias de estilo. Na minha elas são incrivelmente lindas. Juro, cada uma transmite um jeito bem particular de ser que gosto muito. Mas o ideal seria um estilo cool. Bermuda larguinha de couro preto, camisa branca com recortes inusitados, acessórios chamativos que marcam presença, um saltão potente ou flats e tênis branco para uma atitude mais normcore, e por aí vai.

Porém se um dia você acordar querendo extrapolar os limites do certo e do errado, faça como eu e lance a tendência do O QUE NÃO USAR, usando.

Food Truck – A batalha

Está chegando o grande dia.

Como eu já havia comentado, a GNT resolveu criar um reality para divulgar o trabalho de grandes chefs de São Paulo que se viram no 30 para criar para nós, pobres e gulosos mortais, receitinhas que são uma verdadeira explosão de sabores em um micro espaço, e algumas vezes em condições nada favoráveis, que demos o nome de FOOD TRUCKS.

Esses caminhõezinhos são modinha em São Paulo, aliando a praticidade de poderem ser estacionados cada dia em uma feirinha gastronômica diferente (na teoria) e a facilidade de reunir amigos que procuram por um lanche rápido e muitooooo saboroso, para comer de pé mesmo.

A produção selecionou 60 chefs para gravarem 30 edições deste programa que vai passar a partir de março de 2015 na sua TV (na minha infelizmente não, pois mal pega a Globo e não tenho GNT). E estes 60 chefs convidaram mais dois amigos da área, que mandou super bem, para dar mais do que uma forcinha extra.

No caso, o Zé Rubens convidou 2 amigos que formaram com ele no Senac para integrar o trio: Daniel Mandu e Alexandre Salinas (meu competentíssimo e criativo chef particular/marido). Infelizmente não posso revelar qual o tema escolhido (mas já está aprovadíssimo por mim mesma).

Eles irão passar a sexta inteira elaborando as receitas, fazendo compras no supermercado, correndo para preparar os pratos e começar a servir para vocês a partir das 6h da tarde. Em ponto. Serão 100 porções que deverão ser vendidas até às 8h da noite. Ou seja, saiam mais cedo do serviço e corram para Rua GAIVOTA, 1423, no bairro Moema, para prestigiar os meninos. Atenção: só comprem do food truck deles (acho que será o azul), pois ganha o programa quem vender mais. Neste caso até os centavos são importantes.

Compre para provar, compre para comer, compre para ajudar, compre para repetir porque você nunca mais vai provar nada igual. Leve dinheiro (só serão aceitos cartões de débito e cash) e leve os amigos. Convide toda a sua lista do face. Garanto que será um programa diferente e muito divertido.

1965615_10205588011046474_2241850519893098831_o 10701952_10205588015366582_2969610476749668548_n

SPFW inverno 2015

Ontem desejei bem forte ir ao São Paulo Fashion Week. Fechei os olhos, fiz um pedido (pelo facebook, hehehe) e quando abri o convite para participar do evento já estava diante de mim. A Talita, da mídia, prontamente me cedeu o dela para eu conhecer as novas instalações e ficar no camarote da Marie Claire.

A única vez que eu tinha dado uma voltinha pelo SPFW foi a 5 anos, convidada pela minha amiga da Miami e blogueira de Campo Grande Vivi. O Galpão ficava pertinho de casa, no Parque Ibirapuera. Agora a semana de moda acontece ao lado do Parque Villa Lobos. É só pegar a Marginal e esquecer da vida, depois ter paciência para encontrar uma vaga no estacionamento (gratuito) e pegar um carinho (daqueles incri da rede Globo) para não gastar o salto andando até a entrada. Amei a motorista que gentilmente me ofereceu carona e só aceitei porque ela é super simpática e estava começando a chover.

Vou explicar como funciona lá dentro: você entra, bem de frente tem os caminhõezinhos servindo sanduíches (famosos food trucks). Estes lanches custavam entre 14 e 18 reais. Eram para quem não tinham acesso aos camarotes e passam o dia assistindo os desfiles. Nos extremos, ao lado direito e esquerdo aconteciam os desfiles. Quando eu cheguei estava rolando o da Triton e logo mais pude observar a correria das blogueiras, celebridades e fashionistas indo para fila do outro lado para o desfile da Iódice. No lado oposto tinha os camarotes. O mais colorido que oferecia experiências com cheiros e fotos, além de uma área externa com puffs e um telão para quem não tinha acesso aos desfiles e queria acompanhá-los em tempo real, era do O Boticário. Me apaixonei pelo novo perfume, Tropical Colours, da linha Make B. (Tia Teresa, eu queroooooooo muito). Em sequência viamos os camarotes da Colgate, Vogue, GNT, Glamour, Barbie, Marie Claire, Elle (uns 10 no total).

Eu entrei no da Marie Claire, onde estavam servindo Chandon (que imagino ser um champagne – vocês sabem que não bebo) e comidinhas gourmet. Porções de arroz marroquino com castanhas, sanduíche de pernil e amendoins. Na mesa de doces bolos com calda de limão ou chocolate e uma variedade suculenta de brigadeiros. A animação ficou por conta de uma DJ. Já eu preferi me sentar e folear uma revista, enquanto observava a movimentação.

Lá fora encontrei com a Adriana Galisteu, Geisy Arruda, Mônica Salgado, Marcos Proença, ex-BBBs, atrizes globais, Mariana Weickert, entre outras modelos que viraram apresentadoras da GNT. Na fila do banheiro trombei com a Camila Coutinho e a Lu Ferreira, blogueiras que tanto admiro e moram no meu coração. (é uma pena que a Lia já tinha ido embora).

Bom, foi isso. Se deliciem com as fotos e torçam para eu sempre poder ir. Amo demais estas experiências no mundo da moda. Mais uma vez, muitooooo obrigada Tatá.

IMG_4173 IMG_4174 IMG_4175 IMG_4177 IMG_4178 IMG_4179 IMG_4184 IMG_4185 IMG_4186 IMG_4187 IMG_4188 IMG_4189 IMG_4190 IMG_4191 IMG_4192 IMG_4193 IMG_4194 IMG_4195 IMG_4198 IMG_4203 IMG_4204 IMG_4207 IMG_4208 IMG_4209 IMG_4211 IMG_4212 IMG_4213 IMG_4215 IMG_4216 IMG_4217 IMG_4218 IMG_4219 IMG_4220 IMG_4221 IMG_4222 IMG_4223

Looks da estreia de Alto Astral

A nova novela das 7 estreia hoje. Alto astral vem mais uma vez trazer `a tona temas do espiritismo, com uma roupagem de amor além da vida. Tanto na personagem da vidente charlatã de Cláudia Raia quanto na da menininha que aparece para o médium interpretado por Sergio Guizé.

Mas como não vim falar de religião e tão pouco conseguirei acompanhar esta trama novelística (pelo simples fato que chego em casa só na hora do jornal), vou mostrar os looks que mais se destacaram na festa de estreia. Mas como inspiração de cores e modelos para cada um se vestir nas festas de finais de ano.

Ah, como acabei de descobrir que tenho vários leitores homens, desta vez vou puxar sardinha pro lado deles também. E dizer que entre o look das meninas amei o amarelo com flores e listras. Surpreendeu.

18out2014---kayky-brito-posa-na-festa-de-lancamento-da-novela-alto-astral-de-daniel-ortiz-1413739068830_300x500 18out2014---nando-rodrigues-posa-na-festa-de-lancamento-da-novela-alto-astral-de-daniel-ortiz-1413739065286_300x500
e96c599e728076ce4a823d3dcb32df3c url B0UGMHhCEAAIrky BLOG_21.10.14-1

The Voice – 1º batalha

Comecei uma batalha pessoal na segunda-feira. Estava me sentindo meio para baixo. Parecia que o clima da agência tava pesado. Não gosto quando as pessoas que me apego precisam ir embora, mudar de trabalho. O engraçado é que elas nem sabem como isto mexe comigo.O trânsito estava uma loucura. Invadi um pouquinho a faixa de pedestres depois de esperar pelo sinal abrir e fechar pela quinta vez. Simmm, eu estava errada, mas fiquei naquele mesmo quarteirão por 1 hora e 15. E quando consegui andar um pouquinho sem atrapalhar ninguém um senhor passou por mim tão nervoso (as veias do pescoço saltavam) e berrando: – Quem você pensa que é para fechar um cruzamento? Eu pedi desculpas o que alimentou mais ainda o mal no seu coraçãozinho e desencadeou uma série de xingamentos que eu apenas consegui responder com: – Bom dia para você também. Eu sou um pouco (muitooooooo) influenciável. Então passei o dia rezando pra praga não pegar.

A terça foi um tanto pior. Já comecei chorando e não sabia o motivo. Achei que tinha alguma coisa de errada com meus hormônios, com o aumento do preço do combustível ou com o fato da minha irmã estar indo embora para morar na França. A noite foi meu limite quando minha amiga de Ribeirão, a Leca, esteve em Sampa mas não conseguimos nos ver.

Na quarta tinha uma longa conversa com o maridão que entendeu minha carência absurda e me deu altos conselhos, cafuné. A noite mamy linda ia chegar. Eu estava eufórica e ansiosa. Mas só de estar na presença dela sabia que tudo ia melhorar. Foi fofo ver a preocupação dela com a Nati que até ontem não sabia nem arrumar uma mala sozinha. Nada de conversas profundas. Mamy pediu para eu não passar medo nela, apenas incentivar, sem essa de dar conselhos de irmã mais velha.

E ontem chegou o grande dia. Também o dia do The Voice. Aquele momento de colocar minha mãe do meu lado direito e meu nego do lado esquerdo em um sofá de 2 lugares foi o auge da minha semana. Das 6 apresentações que tiveram, só não acertei 1 dos ganhadores. Ou seja, estou torcendo para as pessoas certas. Mas ainda não sei para quem estão torcendo. Me dão uma dica?

Ontem minhas apresentações preferidas foram sem dúvida as do time do Lulu. Emocionantes, chorantes.

Vai aí o look da Claudinha para não perder o costume. Ela apostou numa super tendência que você encontra com um preço mais acessível na nova coleção da C&A. Combinou jeans com dourado. Engraçado como toda roupa chama muito atenção, mas o que incomoda mesmo os homens são as master argolas.