Meu Ben

Este último mês não tem sido muito fácil pra mim. Fiquei revivendo as lembranças do último Natal. Não, ninguém morreu. A família estava toda reunida. Mas tinha uma sucessão de azares acontecendo na minha vida que culminou num debate existencial tão grande…Resultado: não parei de chorar e ainda prometi que no próximo ano passaria o Natal com a família do meu marido. Não para negar a minha (nunca), apenas para compartilhar todo este amor que sinto com ainda mais pessoas (aumentar a família).

Mas como depois do ano mais difícil de toda a minha vida ainda sou capaz de ter tanto amor dentro de mim? O que, na virada para 2015, poderei realmente agradecer? Graças a Deus, a resposta para todos meus questionamentos é o mesmo: meu lindo afilhado e seus gentis pais.

Todos os dias nascem milhares de bebês pelo mundo e eles vem com o propósito de modificar a vida das suas famílias. Tamanha responsabilidade para uma coisinha tão pequenina. Mas prefiro acreditar que assim como ensinam a nós, fazem isso sem peso nenhum, da maneira mais pura. Como se encher corações com imensa felicidade fosse uma tarefa fácil.

E foi assim que o Benjamin chegou na minha vida. Eu poderia ter escrito um poema falando dos seus olhos verdes acizentados, de como ele joga o rosto pro lado e pisca fazendo charminho, de como ele acorda sorridente a qualquer hora do dia. É genioso, cheio de personalidade, mas nunca chorou ou deu trabalho para ninguém. É guloso, curioso, atento, amoroso, e adora um espelho.

Fez nascer em mim a vontade de ser mãe e ter a certeza de que nunca existirá maior amor no mundo. Porque ele me trouxe maturidade, força de vontade, discernimento para fazer minhas próprias escolhas. Uma semana longe dele parece uma eternidade. Virei uma pessoa caseira que prefere o almoço de domingo do que as saidas noturnas aos barzinhos com meu marido. Este virou nosso único tema, o único motivo, e quando nosso afilhado não está por perto, nada faz sentido.

Simmmm, se eu fizer uma avaliação, devo ter algum dia criticado um amigo que virou pai e se afastou da turma. Acontece nas melhores famílias. É uma mudança de hábitos muito grande. Mas a verdade é que ele descobriu um significado para vida e muita coisa perde a relevância depois disso. A verdade é que ele recebeu a dádiva de contemplar cada momento de silêncio e descobertas. Um dia ele volta, e teremos tempo para ouvir este ser humano transformado por tanta sabedoria.

Benjamin, amanhã você faz 1 aninho de vida. A madrinha não vai ser perfeita para você em todos os anos que passaremos juntos. A madrinha é muito falha e poderá, sem querer, te magoar. Espero dar o exemplo de que tendo amor no coração, as intenções serão sempre as melhores. Espero não te decepcionar nunca. Eu te amo demais. Nunca senti amor maior nesta vida. E agradeço todos os dias por isso. Pelo presente que nem sei se merecia, mas Deus me deu. E espero poder corresponder.

Obrigada papai Bruno e mamãe Samantha por iluminar nossos dias. Obrigada titio Alexandre por se mostrar um pessoa ainda melhor, um pai (drinho) exemplar. Obrigada vovós por nos ensinar a crescer através do amor. E viva o Ben. VIVA!!!!

10 meses benj

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s